domingo, 23 de agosto de 2009

FC Porto x Nacional


Boas.
O FC Porto estreou-se nas vitórias neste início de campeonato ao derrotar o Nacional por 3-0.


O jogo começou bem, com as duas equipas a trocarem bem a bola, o Porto mais em profundidade e o Nacional mais em largura. Falcao logo nos primeiros minutos manda uma bomba de fora de área e a bola bate com estrondo na barra da baliza de Bracali. O Porto jogava um futebol ofensivo, com velocidade, com boas jogadas, mas pecava sempre na finalização, pois permitia sempre o corte dos centrais madeirenses. Chega-se ao intervalo com um 0-0 injusto, pois os portistas tiverem 3 ou 4 hipóteses de golo.

Na segunda parte, o jogo continua na mesma senda. O Nacional, muito bem organizado defensivamente tentava fazer contra-ataques para a obtenção do golo, enquanto que o Porto continuava com o seu futebol ofensivo. Porém, aos 66 minutos o jogo Mariano remata para a baliza e Cleber impede que a bola entre na baliza usando a sua mão. Como é óbvio, foi expulso. De seguida toda a equipa do Nacional rodeia o árbitro e contesta (sem razão, diga-se) de forma exagerada a decisão. Devido a protestos, Clebão recebe o segundo amarelo e é expulso, tal como tinha acontecido a Hulk na semana anterior, mas com vermelho directo. Na conversão do penalty, Falcao faz o seu segundo golo no campeonato com um remate forte.

A partir daí, a equipa do Nacional baixou os braços e o Porto limitou-se a gerir o jogo, fazendo entrar Farías, Valeri e Cristían Rodriguez, muito ovacionado. Ainda assim, os azuis-e-brancos tentavam, sem esforçar muito, aumentar a vantagem. E foi assim que Rolando e Rodriguez fizeram os golos, o primeiro a desviar um cabeceamento de Falcao e o segundo numa boa jogada entre Valeri e Farías.

Avaliações de jogadores do Porto

Helton - 6
Fucille - 7
Rolando - 7
Bruno Alves - 7
A. Pereira - 7
Fernando - 7
Meireles - 6
Bellushi - 6
Mariano - 7
Varela - 8
Falcao - 8

Farías - 6
Valeri - 6
Rodriguez - 7

João Ferreira - 7

PS: sei que os acéfalos vermelhos do costume vão falar em apitos dourados como de costume, mas o penalty existe, o jogador que mete a mão é bem expulso pois a bola ía para a baliza e Clebão leva o segundo amarelo pois protestou muito. Vão fazer disto um escândalo quando não há casos e vão branquear que a falta que dá o golo do Benfica no último minuto é inventada. Mas enfim, são estes os adeptos que temos e quanto a isso não há nada a fazer.

Resta-me desejar boa sorte ao Sporting, Benfica e ao Nacional para os seus compromissos europeus.

Esperam sinceramente que Benfica e Nacional marquem mais 4 golos e que passem para a fase de grupos da Liga Europa e que o Sporting não tenha azar com o árbitro e que consiga passar à fase de grupos da Champions.

Abraços

3 comentários:

tiagomfc disse...

boa exibiçao para contrariar a pessima da semana passada na mata real.o penalty acabou por ter influencia no jogo mas a verdade é que o porto mereceu vencer.

Guestslb disse...

o penaltie parece existir (embora me custe admitir e embora seja mto duvidoso) mas a expulsao acaba por ser exagerada. o jogador do nacional teve azar, ele faz falta mas provavelmente nao teve tempo para a evitar.
Mas todos ja sabemos que o joao ferreira é uma nódoa. Porque é que ele nao ficou a arbitrar jogos do campeonato do Afeganistão? lol

Rui Fiel disse...

Boas!

Somente uma curiosidade. Nos jogos dos três grandes existiram situações de mão na bola, uns dirão bola na mão, e curiosamente só no jogo de Alvalade não foi assinalada grande penalidade, curiosamente!

Não quero com isto dizer que em Alvalade era motivo para marcar penalti, aliás dos três ainda considero mais penalti o do Porto, menos o do Sporting e o Benfica será o intermédio por assim dizer. Acho sim que é muito dificil marcar este tipo de lances a favor do Sporting, ao contrário muito fácil de o fazer a favor dos outros grandes.

Por último dizer que a actuação dos três neste inicio de época tem sido penosa. O Sporting, infelizmente, é uma autêntica vergonha. O Porto sem Hulk e Rodriguez é uma equipa bem mais acessivel e o Benfica parece que se esqueceu que jogar é nos jogos a sério, não na pré época...

Abraço