segunda-feira, 18 de abril de 2011

FC Porto - Sporting CP, Crónica.

Foi um bom jogo, acima de tudo. Embora o Sporting não pratique um bom Futebol, foi uma equipa que lutou até ao fim, lutou pela vitória, tal como Couceiro prometera. Foi bom, mas foi curto. O Porto acabou por vencer a uma das equipas com quem tinha empatado, e vai continuando a onda invicta na Liga.

Começava o jogo, muita alegria nas bancadas. O Porto era o Campeão e eram notórios os festejos e as celebrações dos adeptos Portistas. Mas pela frente tinham um Leão com o orgulho ferido, e logo aos dez minutos, golo do Sporting. Matías inventa a jogada, André Santos remata, a bola bate em Matías e entra na baliza! Golo num lance feliz, mas o que interessa é que estava lá dentro. 1-0, o Leão silenciava o Dragão.

O Porto não se deixou ficar - como sempre - e começou a correr atrás do prejuízo. O problema é que o Sporting tinha São Patrício na baliza, a defender tudo o que era defensável - com alguma ajuda do poste, também. O problema é que Polga e Torsi era facilmente 'comidos' pelo Falcao. E isso era preocupante. Na primeira investida, mandou ao poste. Na segunda não perdoou, fazendo mesmo o 1-1. Cruzamento de Palito e Falcao, em grande estilo, a empatar a partida.

Couceiro continuava a pedir mais, continuava a pedir aquela atitude que o Sporting tinha no início. E os Leões estavam atrevidos, faltou foi mais qualidade no ataque para tentar fazer face ao Porto.

O tempo ia passando, e ia-se adivinhando que o Porto iria dar a reviravolta, tal eram as investidas. Ironia das ironias, foi João Moutinho que assistiu Falcao - que bizava na partida - para o 2-1. Patrício defendera um remate de Hulk para canto. Marcado de forma curta, Moutinho cruzava e Falcao voltou a agigantar-se no meio da defesa Leonina. Não merecia isto, o Patrício...

Minuto 55. Do nada, uma oportunidade de ouro para o Sporting - daquelas que não aparecem muitas vezes no jogo. Matías voltava a inventar (algo só ao alcance dos predestinados), isolou Valdés, mas este rematou ao lado, muito ao lado, na cara de Hélton. Oportunidades destas não se podem desperdiçar...

Na última meia-hora de jogo, duas notícias: regresso de Marat Izmailov à Competição e a lesão de Hélton, sendo este substituído pelo Beto.

O tempo ia passando, e o Porto fazia o 3-1. Walter surgiu na cara de Patrício e finalizou bem. Matías ainda fez o 3-2, mas não chegou...

Nota também para um lance muito duvidoso de Rolando. Dentro da área Portista, tocou na bola com a mão. O árbitro chega mesmo a dizer "Eu vi!", mas talvez tenha sido uma má interpretação minha no que toca a ler lábios.

Concluindo, vimos um Sporting esforçado, a lutar até ao fim, mas curto. Só isto não chega. O Porto foi o que nos tem habituado, jogou para ganhar e ainda teve tempo para ir gerindo alguns jogadores.

Parabéns ao Porto pela vitória.

1 comentário:

DESPORTO ALENTEJO disse...

VOTA NO VENCEDOR DA LIGA EUROPA EM:

http://www.montemor-evora-arraiolos.blogspot.com/

PEÇO O FAVOR DE DIVULGAREM SFF