domingo, 6 de março de 2011

Liga ZON Sagres: FC Porto 2-0 Guimarães

FC Porto 2 - 0 Guimarães

E como André Villas Boas tinha referido à uma semana atrás o Porto se conseguisse vencer os 5 próximos jogos para o campeonato seria praticamente campeão e após o triunfo da jornada anterior frente ao Olhanense que ganhou por 0-3,o Porto ia encontrar agora o Guimarães que vinha de uma derrota perante a Académica em casa por 0-2. Sendo que com objectivos um pouco distintos, o Porto luta pelo campeonato e o Guimarães pela Europa, ia ser um jogo complicado e bastante equilibrado.

André Villas Boas fez 2 alterações no 11 do Porto, ainda que uma forçada, Hulk cumpria o castigo do 5º amarelo para o seu lugar entrou o James e outra por opção, Maicon entrou em detrimento de Otamendi, que Villas Boas explicou neste caso como Maicon sendo melhor na antecipação que o Argentino.

Os primeiros 5 minutos comprovaram que o Guimarães vinha motivado e deixou um aviso ao Porto, após este ter perdido uma bola que deu um lance perigoso para a defesa portista. Mas foi Sol de pouca dura, porque após este lance foi com alguma naturalidade que o Porto acabou por pegar no jogo imprimindo um ritmo de jogo mais acelerado, mas nunca conseguindo ter jogadas claras e objectivas na obtenção do golo que daria a vantagem, mesmo não criando lances perigosos para a baliza portista o Guimarães ia também ele trocando a bola e foi como começou o jogo que se chegou ao intervalo, 0-0.

O inicio da segunda parte mostrou um Porto com uma ligeira vantagem no terreno, mas nunca clara e prova disso era o desacerto do meio campo do Porto, com Belluschi muito abaixo das últimas exibições, e foi mesmo o primeiro a sair de campo para a entrada de Guarín. Villas Boas não estava a gostar da exibição e decidiu mexer com o jogo e com esta substituição perdeu indíce de passe, que não tinha existido por parte do Belluschi e ganhava músculo com o Guarín e foi com naturalidade que o Porto ia começando a ganhar as batalhas do meio campo, mas o tempo ia passando, isto apesar de o Porto cada vez mais apertar o cerco ao Guimarães.

O Villas Boas não estava contente com o jogo e leu bem mais uma vez o jogo tirando o Varela também ele, apesar de algumas arrancadas em bom plano, muito abaixo do que pode fazer e fazendo entrar o Cristian Rodriguez e assim ganhava mais combatividade no último terço do terreno, e o Porto acabou por chegar à vantagem numa excelente assistência de James que deixou o Falcao isolado e este não falhou e aos 67 minutos estava desfeito o 0-0. Já em tempo de compensação o Porto acabou por confirmar a vitória, num excelente contra-ataque rápido do Porto que me 6 toques fez o 2-0 por Cristian Rodriguez.

Apesar de não ter sido uma exibição brilhante a verdade é que apesar do jogo competente do Guimarães, este nunca realmente pôs em causa a baliza azul e branca. Passou mais um jogo complicado na minha perspectiva e o objectivo principal está mais próximo. Gostei bastante da exibição, apesar da expulsão, do N'Diaye um central bastante promissor que teve a díficil tarefa de marcar Falcao e fez um trabalho competente, do lado do Porto gostei do James mais uma bela exibição e mais uma assistência para golo, sendo que o Colombiano rende mais se jogar pelo meio pois a sua qualidade técnica é exponenciada mais na zona central, o que pelas alas não acontece tanto porque não é um jogador tão rápido quanto isso. Agora venha o CSKA e o Leiria.

Escrito por Nunes

1 comentário:

tiago SCP disse...

O Porto mereceu ganhar a partida porque o Vitoria de Guimaraes nao foi forte o suficiente.
Para mim neste momento a equipa vitoriana nao justifica a presença nos lugares europeus, tao fraco é o seu rendimento.
Equipa muito elogiada mas que no meu ponto de vista esta a fazer uma epoca fraca.

O Porto alcançou mais uma vitoria na sua caminhada para o titulo que já nao lhes fugira, mesmo nao apresentando um futebol de alto nivel...

Cumprimentos