quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Super Messi resolve Supertaça Espanhola

O Barcelona conquistou a Supertaça Espanhola ao bater o Real Madrid por 3-2, depois de ter empatado no Bernabéu a dois golos. Um imparável Messi marcou a dois minutos dos 90' evitando assim o prolongamento.
Mourinho surpreendeu ao deixar Marcelo no banco dando a lateral esquerda a Coentrão, já Guardiola pôs em campo o mesmo onze que venceu em Wembley.
O jogo começou com a previsível pressão alta dos merengues e com algumas boas ocasiões de Ronaldo e Benzema. Mas o primeiro golo foi para o Barcelona num lance típico de ataque blaugrana com Messi a efectuar um excelente passe de ruptura para Iniesta que finalizou com classe perante a saída de Casillas. Os madridistas reagiram bem ao golo sofrido e Ronaldo, após passe/remate de Benzema, desviou para o empate. Tal como em Madrid Leo Messi colocou os culés na liderança já perto do intervalo (44') num lance em que recebeu um passe de calcanhar de Piqué picando a bola por cima de Casillas com o pé direito.

Após o reatamento o jogo nunca voltou à qualidade exibida na 1ªparte e foi dominado pelas já frequentes picardias e entradas duras que dispararam a admoestação de cartões. Aos 82' Benzema igualava a partida depois de um lance confuso na àrea catalã. Contudo numa altura em que toda a gente pensava no prolongamente o inevitável Messi aproveitou um bom centro de Adriano e fez o 3-2. Já nos descontos uma entrada assassína de Marcelo incendiou os ânimos de parte a parte e até Mourinho esteve "metido ao barulho". O Barcelona conquista a sua 10ª Supertaça de Espanha mas o Real Madrid actuou de uma forma mais entusiasmante que nos outros duelos deixando ainda mais expectativa para a Liga Espanhola e para os embates entre os dois emblemas.

Triunfo justo do Barcelona?

1 comentário:

tiago SCP disse...

Penso que foi uma vitória justa embora o jogo pudesse ter ido para prolongamento depois do golo do empate, mas o génio de Messi veio ao de cima e resolveu o jogo.
É nestes pormenores que se vê porque Messi supera Ronaldo.
Também já deu para perceber que nem Mourinho consegue derrubar este Barça.
Na primeira mão o Real merecia ter ganho, desta vez foi indiscutivel, o Barça foi melhor, mas talvez o prolongamento não fosse injusto.

Cumprimentos